quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Chegada do inesperado


Não tenho voz
Nem tão pouco trago guitarra
É tudo um sonho eterno
ou um reflexo do nada
Onde sou apenas um rosto
ou uns olhos abertos sobre o abismo
que, contemplam a minha chegada.
Foto by: Maria treva flor

7 comentários:

Brain disse...

MTF,

A chegada,
Seja ela qual for,
De que forma for,
É sempre,
Invariavelmente,
Deslumbrante!

E se for uma como a evidenciada na imagem...
Essa então...
:)

Um Beijo meu.

Celular disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Celular, I hope you enjoy. The address is http://telefone-celular-brasil.blogspot.com. A hug.

Gothicum disse...

"Escrever é procurar entender, é procurar reproduzir o irreproduzível, é sentir até o último fim o sentimento que permaneceria apenas vago e sufocador. Escrever é também abençoar uma vida que não foi abençoada."
(Clarice Lispector)


Peço permissão para entar. Demorei algum tempo para descobrir o leito onde aleitas teus escritos. Sinceramente já não necessito de descrever o que acho, penso, sinto dos tuas linhas. Se me permitires serei teu leitor assíduo, caso não queiras, continuarei a lê-los no local onde os postas diariamente, em todo o caso um grande abraço.

Vertigo disse...

O blog é muito bom,Maria.Vou-te levar para o meu beco escuro ;)

Obscuramente disse...

Encontrei-te...

KrystalDiVerso disse...

Um pouco perturbante!... Mas, na verdade nem tudo é o que parece, sendo-o! Admiravelmente, permanecemos em deslocação involuntária sobre um abismo que nos envolve e ali ficamos, atravessados pelo tempo que por nós passa!... E essa sensação é demasiado profunda, demasiado sentida, absorvendo parte de nossa alma que teima em perder-se ao encontro da outra parte que procura!... É como se parte de nossa alma seja um abismo que nos atrai, fechando-nos numa crisálida da qual podemos atingir o ponto de libertação... ou não! Admiravelmente, há crisálidas depressivamente resistentes... ou não!

Escolha entre... beijos e abraços

Anônimo disse...

(De visita ao blog :))

Genialidade.
Poesia.
Excelência.
Vida.

Tu.

Bjo deste teu eterno fâ

Giraldoff